Apaba busca resgatar o basquete masculino

SELETIVA FEMININA DE BASKETBALL 2021
23 de dezembro de 2020
Santo André/APABA renova com a lateral Jaqueline de Paula
1 de fevereiro de 2021
Exibir tudo

Apaba busca resgatar o basquete masculino

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra
Categoria adulta esteve ativa até 2015, mas entidade tenta voltar com os trabalhos neste ano

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

01/01/2021 | 00:09

Santo André poderá ter de volta neste ano uma das modalidades mais tradicionais da cidade. Consolidada no feminino, a Apaba (Associação de Pais e Amigos do Basquetebol de Santo André) quer resgatar a categoria adulta masculina, que disputou competições até 2015, quando o projeto foi encerrado. Como trabalha com atletas desde o sub-11, a retomada do time principal serve até como estímulo para crianças e jovens que têm como sonho se tornarem jogadores profissionais.

“Essa é uma das metas da atual diretoria da Apaba: montar e estruturar a equipe adulta masculina. Até porque acreditamos que um time adulto é mais um fator de motivação para os nossos jovens e talentosos atletas da base”, explicou o diretor financeiro da Apaba, Alexandre Ralf Slavic, que relembra tempos mais longínquos da modalidade que também servem como incentivo. “Alguns integrantes da atual diretoria já vivenciaram essa situação no passado, quando o clube da Pirelli montou a equipe adulta masculina. Foi incrível, na época, essa sensação para os atletas da base”, destacou o dirigente, que justamente viveu na pele a situação.

De acordo com Alexandre Slavic, a Apaba é o único projeto que se mantém ativo ininterruptamente desde a década de 1990, fato que o coloca em uma condição especial. “Somos reconhecidos no nosso meio como a única entidade que, desde a sua fundação, em 1992, manteve equipes em todos os anos esportivos junto à Federação Paulista de Basquete. Fato que outros clubes/entidades tradicionais deste esporte, como, por exemplo, Sírio, Monte Líbano, Corinthians e Parque Continental, não conseguiram.”

E isso faz com que centenas de garotos não só já tenham passado como procurem a associação para ingressar no basquete. Na opinião do diretor, mérito de toda a equipe que forma o corpo técnico da Apaba. “Isso se deve ao árduo trabalho de todos os profissionais da entidade. É importante destacar o trabalho desenvolvido pelos integrantes da comissão técnica. São profissionais de alta capacidade, dedicados e que trabalham de forma exemplar, seja na formação técnica dos nossos atletas, como também no cuidado e no olhar mais próximo daquela criança com 10 e 11 anos de idade, no início da carreira, como também dos jovens nas categorias mais avançadas, como no sub-17 e sub-19”, apontou.

FEMININO
Alexandre Slavic ressaltou ainda que a Apaba tem o prazer de manter o legado de Laís Elena – ícone da modalidade e que morreu em 2019 – com a equipe adulta das mulheres, que ficou a um passo das finais do Paulista nesta temporada.

“É sensacional isso, uma vez que basquete feminino de Santo André é fortíssimo, vitorioso e é reconhecido como uma das forças deste esporte. O excelente trabalho realizado, inicialmente, pela Laís Helena continua sendo muito forte. Hoje, quem comanda é a Arilza Coraça, pessoa extraordinária e apaixonada por esse esporte. A avaliação da parceria é extremamente positiva e ela, sim, será mantida. E se depender de todos os envolvidos, por muitos e longos anos que virão”, finalizou. 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support